De repente você desperta. Abre a janela. A primeira brisa da manhã bate como um sorriso. Respira fundo. Silêncio. Um carro passa. Ao fundo um galo atrasado anuncia o novo dia. As necessidades chamam e como é bom estar funcionando, quanta bênção mora numa cagada. Bem-te-vis e maritacas e todo tipo de pássaros voam por aí com seus cantos e asas. Põe água no fogo. Manteiga no pão. O cheiro do café é o perfume de Deus. Acende um cigarro e sai pro quintal. Olha o céu as nuvens só poesia. Vento no rosto. Vozes de crianças a caminho da escola. Comentam sobre o humorístico de ontem, o jogo do Corinthians, o almoço da avó, a lição-de-casa que ambos esqueceram. Cigarro entre os dedos café na outra mão. O gato enfim se levanta de cima da máquina-de-lavar e solta seu primeiro miau de quero comida, com aquele jeitinho criminoso chegando devagarinho tomando conta da gente. Liga o rádio pra entrar no banho. A voz de João Gilberto a água que bate no corpo, ah, isso é a felicidade. quem ouvir o ho-ba-la-lá terá feliz o coração.

Anúncios

6 comentários em “

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s