Não votem, se matem

Dia desses vim contar dum campinho onde vez ou outra penso na vida. Pense numa noite bonita. Me sentei como um príncipe. Pernas cruzadas, isqueiro na mão, fone na orelha. Fogo. No primeiro trago brota, essa é a palavra, brota uma viatura feliz e contente contornando o campo. Não deu tempo nem de assustar, esconder … Continue lendo Não votem, se matem

Anúncios

Bom é leilão de boi

Enfiem bem fundo seus Kindles, ebooks e o diabo a quatro. Mas pra lá do pré-sal de cada cu, de cada filho-da-[com o perdão da palavra]puta que vira página com o dedinho na tela, que tem mil e um livros em sua cama. No cu mil vezes. Ah, Jesus, como queria eu mandar cada um, … Continue lendo Bom é leilão de boi

Me dá licença desse armário que eu preciso sair

Futebol me foi toda a vida um sonho que não valeria sonhar. Porém, jamais deixei de o sonhar por conta de detalhes, nem conseguiria se quisesse - como tentei. Até os quinze anos rodei algumas escolinhas, alimentei esperanças das mais murchas. Dei de lateral, volante, zagueiro e embora não fosse a personificação da vergonha dentro … Continue lendo Me dá licença desse armário que eu preciso sair

Se esse ônibus falasse…

Queria que esse ônibus tivesse três vezes o seu tamanho e andasse três vezes mais devagar. Talvez eu fizesse algumas amizades. Mas se assim fosse, a cidade também precisaria crescer três vezes, e precisaríamos de três vezes mais habitantes e mais ônibus para acolhê-los. Quem sabe dessa forma eu tivesse oportunidade de conhecer algumas pessoas. … Continue lendo Se esse ônibus falasse…