A morte dos Rubens I

Quando a levei pela primeira vez à igreja, assim que entramos alguém veio ao nosso encontro, nos desejou boas-vindas e sorriu, e depois outro senhor, e mais uma moça, e assim numa frequência razoável os membros iam tocando os olhos em nós e fazendo sua parte perante Cristo. Fernanda claramente se abalou, embora pouco religiosa(quase … Continue lendo A morte dos Rubens I

Anúncios

Volte a dormir antes que seja tarde demais para voltar ao normal

Todas as noites, dou-te boas-noites antes de dormir e conversamos bobagens do dia-a-dia, tua voz em meu coração soa como o riso solto de um bebê que leva da gente tudo o que não devia estar na gente. Pela manhã, confesso que por vezes esqueço de pensar em ti, com toda essa trabalhada e obrigações … Continue lendo Volte a dormir antes que seja tarde demais para voltar ao normal

Perdão 

Cláudio saiu batendo a porta com toda força, nunca mais olha na minha cara, gritou antes de partir para o elevador. Presumindo que seu Mário, o ascensorista, fosse fazer perguntas que não queria responder, optou pela escada, pouco se importando com o fato de estar no sétimo andar. Não desceu dois andares já estava aos … Continue lendo Perdão 

Cartinha

Lembra quando a gente se conheceu? Eu cheio de saúde, gordinho, rostinho angelical, uma doçura de bebê, os olhos do mundo brilhavam quando eu sorria, pulmão de ouro, incansável, corre uma lenda na família de que certa vez chorei por quase 24 horas sem parar, pensaram que eu morreria ou mataria alguém, ninguém acertou. Hoje, … Continue lendo Cartinha